Notícias
Notícias

conheça a diferença


(20.10.2018) – Urgência, Emergência e Casos Eletivos: conheça a diferença
 
O que é emergência?
 

Considera-se emergência médica a situação na qual é necessário tomar ações e decisões médicas imediatas devido a sua importância e gravidade. São quadros que colocam a vida em risco. Pacientes nesta situação são encaminhados diretamente a sala de emergência e necessitam de atendimento médico e de enfermagem imediato.
 
Exemplos de situações de emergência:
 

- Complicações de diabetes

– Crises Convulsivas (inclusive pós-crise)

- Desconforto respiratório grave

– Dor no peito associado à falta de ar e cianose (aparência roxa)

– Estado de coma

– Intoxicações exógenas (envenenamento)

– Lesão da coluna cervical

– Parada cardiorrespiratória
– Perfurações no peito, abdômen e cabeça

– Politraumatizado grave (vítimas de acidentes e fraturas)

– Queimaduras

– Reações alérgicas

– Tentativa de suicídio

– Trauma crânio encefálico grave
 
O que é urgência?
 
Considera-se urgência médica a situação que requer assistência médica dentro de um reduzido espaço de tempo. Nesses casos não há risco de vida para o paciente, nem agravamento da situação, por isso tem mais tempo para transportar e atender o enfermo. Exemplos de situações de urgência:
 

- Alterações de Sinais vitais (Pressão Alta, Febre)

- Crise asmática

– Desmaios

– Diminuição do nível de consciência

- Dor abdominal intensa

– Dor de cabeça intensa

– Dor torácia Intensa (região do peito)

– Febre alta (39/40 ºC)

– Hemorragias (sangramento)

- Histórias de convulsão

– Náuseas/vômitos e diarréias persistentes

– Sangramento vaginal com dor abdominal

– Trauma crânio encefálico leve
Considera-se atendimento eletivo todo aquele que não se enquadra em urgência e emergência médica, ou seja, onde a situação não requer assistência médica dentro de um reduzido espaço de tempo. Portanto não há nenhum risco de vida para o paciente, nem agravamento da situação.
Exemplos de situações eletivas:
 

- Atestado médico para justificar falta no trabalho

– Cistite (dificuldade e ardência ao urinar)

– Crises nervosas

– Dores musculares ou articulares

– Dor de cabeça leve

– Entorse (mau jeito)

- Febre normal (abaixo de 38,0ºC)

– Fraqueza, falta de apetite.

– Gripe, dor de garganta, ouvido e dente

– Insônia (perda do sono noturno)

– Tosse há vários dias.


Comente este post