Notícias
Notícias

Convulsão


(19.10.2018) – Convulsão: o que fazer?
 
Estar perto de alguém no momento de um ataque convulsivo pode ser uma situação de grande estresse, mas é importante manter a calma e ajudar o indivíduo para impedir que ele se machuque. Algumas dicas de primeiros socorros que ajudam nesse momento são:
 
* Ajude-o a se deitar, para impedir que ele caia abruptamente;
 
* Afrouxe as roupas do indivíduo, principalmente ao redor do pescoço, abrindo gravatas, colarinhos, cintos, removendo colares, cachecóis, entre outros acessórios;
 
* Deite o paciente de lado para evitar que a língua caia para trás, impedindo a respiração, ou que ele se afogue no próprio vômito, se for o caso;
 
* Busque colocar uma proteção entre os dentes do paciente, como um pedaço de pano enrolado, tomando o cuidado para não se machucar. Evite objetos “duros” como colheres, que podem atrapalhar mais do que ajudar;
 
* Apoie o paciente em vários travesseiros ou objetos macios, a fim de evitar que ele role para o lado e se fira com algum objeto por perto;
 
* Remova qualquer objeto perigoso que esteja nas proximidades do paciente. Isso inclui brinquedos, utensílios de papelaria, qualquer objeto sólido e duro;
 
* Espere até que o paciente recupere a respiração e a consciência, se for o caso;
 
* Não há necessidade de medicações durante ou após as convulsões, salvo em casos de convulsões repetidas sem intervalos ou quando o ataque não para. Nesse caso, deve-se encaminhar o paciente para um pronto atendimento, onde ele será tratado de acordo com a crise;
 
* Busque anotar dados como quando a convulsão começou, o que ocorreu antes da convulsão e o tempo de duração do ataque, a fim de passar para o médico responsável pelo paciente.
 
O que não fazer?
 
Existem algumas atitudes que parecem certas no momento da convulsão, mas que podem estar erradas e são capazes de colocar em risco a saúde do paciente e de quem está perto. Algumas coisas que não se deve fazer são:
 
* Impedir os movimentos: Devido aos impulsos frenéticos, tentar impedir os movimentos do paciente pode levar à lesões musculoesqueléticas;
 
* Balançar ou sacudir a pessoa: Gera falta de ar no paciente, que nesse ponto já pode estar tendo problemas para respirar;
 
* Colocar a mão na boca do paciente: Por conta das forte contrações involuntárias, o paciente pode machucá-lo;
 
* Jogar água no rosto da vítima: Essa técnica, muito utilizada para acordar pessoas dormindo, não ajuda nada em um indivíduo convulsionando. Pelo contrário, ele pode acabar aspirando a água sem querer, causando afogamento.
 
Fonte: Minuto Saudável


Comente este post