Notícias

(25.09.2018) – Desmaios são quedas causadas por um estado de semiconsciência ou inconsciência repentina, quando o cérebro deixa de receber a quantidade necessária de oxigênio ou açúcar para manter suas funções plenamente ativas. O desmaio pode ser ocasionado por diversas razões como calor, longos períodos sem ingerir alimentos, cansaço, emoções muito fortes, etc.

Identifica-se a pessoa com palidez, pulsação baixa, suor frio, fraqueza, entre outros; assemelha-se em sintomas com o estado de choque.

O que fazer em casos de desmaios?

 Se a pessoa estiver prestes a desmaiar; sentá-la com a cabeça entre os joelhos e as penas formando um ângulo, ou deitá-la com as pernas levantadas;

 Molhar a testa da pessoa com água fria;

 Afrouxar as roupas da vítima;

 Se a pessoa já se encontrar desmaiada, deve-se deitá-la na PLS (Posição Lateral de Segurança), de preferência com a cabeça ligeiramente mais baixa que as pernas;

 Afrouxar as roupas da vítima e mantê-la de forma confortável e aquecida;

 Assim que a vítima recobrar seus sentidos, recomenda-se que se dê algo açucarado para tomar, para recuperar os níveis de açúcares perdidos os quais podem ter sido a causa do desmaio (vale lembrar que o consumo excessivo de açúcar em situações extraordinárias como a de um desmaio, não acarreta em prejuízo para o organismo);

 Caso a pessoa não recupere os sentidos, deve-se administrar uma espécie de pasta feita com água e açúcar, com pouca água e mais açúcar. Esta “pasta” deve ser colocada debaixo da língua da pessoa mesmo inconsciente, e aguardar o socorro médico.



Comente este post