Notícias
Notícias

trombose depois da cirurgia


Quem tem maior risco de ter uma trombose depois da cirurgia

O risco de ocorrer uma trombose depois de uma cirurgia é maioria quando o paciente tem mais de 60 anos, principalmente idosos acamados, após acidentes ou AVC, por exemplo.

No entanto, outros fatores que podem aumentar o risco de ter uma trombose venosa profunda depois de uma cirurgia são:

  • Cirurgia feita com anestesia geral ou peridural;
  • Obesidade;
  • Tabagismo;
  • Uso de anticoncepcional ou outras terapias de reposição hormonal;
  • Ter câncer ou fazendo quimioterapia;
  • Ser portador do sangue do tipo A;
  • Ter doenças no coração, como insuficiência cardíaca, varizes ou problemas no sangue como trombofilia;
  • Cirurgia feita durante a gestação ou logo após o parto;
  • Caso haja uma infecção generalizada durante a cirurgia.

Quando ocorre a formação de um trombo devido a uma cirurgia, há grande chances de desenvolver embolia pulmonar, pois os coágulos diminuem ou obstruem a passagem de sangue alojando-se nos pulmões, situação que é grave e causa risco de morte.

Além disso, também pode ocorrer inchaço, varizes e pele acastanhada nas pernas, que em casos mais graves, pode levar a gangrena, que é a morte das células devido à falta de sangue.



Comente este post